Rádio Conexão Itajubá













Anuncie no Conexão Itajubá!



Enquete

Você acha que seu voto é importante?

Esta enquete já está encerrada.

Ver Resultados


Itajubá sedia encontro do Terceiro Setor

11/11/2008

Por Rui Mascarenhas

AIESEC promove encontro do terceiro setor em Itajubá. Entrevista completa no arquivo do Itajubá em Foco

I Envolve – Primeiro Encontro do Terceiro Setor em Itajubá

No dia 12 de novembro, o Projeto Lado a Lado realizará o círculo de palestras “I Envolve, Primeiro Encontro do Terceiro Setor em Itajubá” no auditório João Luiz Carneiro Rennó (auditório da Elétrica), UNIFEI. No evento serão discutidas questões sobre o terceiro setor de Itajubá. Representantes das ONGs parceiras realizarão palestras mostrando um pouco dos seus casos de sucesso, os intercambistas do projeto falarão a respeito de seus trabalhos e compartilharão suas experiências e representantes das empresas parceiras do Lado a Lado mostrarão seus trabalhos sociais em conjunto com o projeto.

Durante o evento, teremos stands das entidades assistenciais de estudantes da UNIFEI, do Centro de Estudantes Voluntários Amigos de Itajubá, AIESEC em Itajubá e do Projeto Lado a Lado. Ao longo do dia, muito será discutido a respeito de sustentabilidade social, trabalho voluntário e o terceiro setor da cidade de Itajubá.

Agenda

           09:00 - 09:30 Abertura do encontro

           09:30 - 10:00 Coffee Break

           10:00 - 11:00 Lucas Rocha, Presidente da AIESEC em Itajubá

                       Tema: Voluntariado

           11:00 - 12:00 A definirr

           12:00 - 14:00 Almoço

           14:00 - 15:00 Apresentações ONG's

           15:00 - 15:30 Apresentações ONG's

           15:00 - 16:00 Coffee Break

           16:00 - 17:00 GEPE Humanas

                        Tema: Empreendedorismo Social

           17:00 - 18:00 Encerramento do encontro

Projeto Lado a Lado

Como proposta de atuar nas instituições sociais de Itajubá, desenvolveu-se o projeto Lado a Lado. Projeto que atua no compartilhamento de experiências entre ONGs e promove a visão coletiva das necessidades e deveres do terceiro setor em Itajubá. O projeto é realizado com a participação de um grupo de intercambistas que auxilia ONGs de Itajubá a trabalharem de forma empreendedora, para que atinjam resultados efetivos na sua missão com a sociedade.

O projeto Lado a Lado tem como principal objetivo propiciar um ambiente cooperativo para que as ONGs envolvidas com o projeto possam compartilhar suas idéias e trabalharem juntas na busca de soluções.

Para tanto, o projeto traz ao Brasil jovens estudantes de vários lugares do mundo com o intuito de fornecer este ambiente cooperativo, através do levantamento dos dados, das características e das dificuldades de sua ONG. E assim, levando estes apontamentos ao conhecimento das demais ONGs, para que elas possam aprender e evoluir com as experiências umas das outras.

O intercambista tem também duas outras grandes funções: realizar uma atividade designada pela própria ONG e, em paralelo a esta traçar o perfil de trabalho da mesma.

Com este perfil em mãos, o time Lado a Lado pode reconhecer as necessidades de cada ONG, e através de dois intercambistas rotativos, cuja função é estabelecer um elo entre os outros intercambistas, organizar eventos previstos pelo projeto. Esses eventos visam criar um ambiente favorável à troca de experiências e tentar solucionar possíveis problemas.

O projeto Lado a Lado conta com a parceria de quatro empresas de Itajubá: CABELAUTO Brasil, MOABE, Orteng e FISK, que além da AAMAI, beneficiarão Viva Vida e Casa de Guadalupe.

As realizações do Projeto Lado a Lado

A intercambista inglesa Ruth Watkins, esteve em Itajubá de julho de 2007 a julho deste ano. Ruth visitou e acompanhou as ONGs para levantar as características de funcionamento de cada uma delas. Ela utilizou uma dinâmica para levantar as funcionalidades, fraquezas e áreas das ONGs que devem ser trabalhadas pelos intercambistas.

No final de junho, o indiano Praveen chegou a Itajubá. No início de agosto, a AIESEC em Itajubá recebeu mais um intercambista para o projeto, o chinês Vitor. Praveen e Vitor trabalharam na AAMAI – Associação de Auxílio do Menor Aprendiz de Itajubá. Praveen criou um site para a AAMAI e ajudo-os a aprimorar seu curso de inglês para os jovens atendidos pela entidade. O chinês Vitor trabalhou na AAMAI como professor de língua inglesa e como tradutor dos trabalhos de Praveen. Vitor traduziu o site da entidade e auxiliou Praveen durante sua estada no Brasil pois Praveen não falava português.

Em setembro as inglesas Andrea Bennett e Jennifer Cheshire chegaram em Itajubá. Jennifer e Andrea são responsáveis em realizar uma pesquisa de marketing nas ONGs. Os trabalhos na Viva Vida já foram concluídos, faltando apenas ser entregue a Viva Vida os resultados. Esses resultados serão passados na forma de palestras de capacitação para os funcionários. A partir daí Jennifer e Andrea darão início aos trabalhos na Casa de Guadalupe e depois AAMAI.
 
PERFIL AIESEC

Membros

O perfil dos membros da AIESEC é de jovens com garra e visão de futuro, que querem aprender sempre mais, exercitar a cidadania com competência e responsabilidade, além de buscar complementação para a formação acadêmica com experiências reais de vida.

Voluntariado

O trabalho na AIESEC é voluntário, ou seja, não remunerado. A carga horária de trabalho é flexível de acordo com o cargo ocupado. O integrante trabalha uma hora por semana no escritório durante o horário comercial e comparece a sua reunião de área. Além disso, o próprio integrante organiza sua agenda de forma a conciliar suas atividades e, se preferir, pode trabalhar em casa.  

Como integrar a AIESEC

Podem participar estudantes de graduação ou pós-graduação com menos de 30 anos. Aqueles que já estão formados, no máximo há dois anos, também podem ingressar na AIESEC.

O ingresso na organização é feito mediante um processo seletivo que ocorre duas vezes ao ano (março e agosto).

Como acontece o desenvolvimento pessoal e profissional

Ao mesmo tempo em que os membros passam por uma experiência profissional, aprendendo a atuar em diversas áreas da organização, eles têm o aprendizado focado no desenvolvimento pessoal. Assim, são duas vertentes de aprendizado: as responsabilidades profissionais dentro da organização e as competências pessoais.

Cada membro é responsável pelo seu desenvolvimento e por participar no aprendizado dos outros. As bases para que o jovem cresça estão dentro da experiência que ele vive na organização e estão divididas em teóricas e práticas.

Vivências Teóricas:

Participação em um ambiente global de aprendizado

A partir do momento em que o jovem entra para a AIESEC, está conectado a uma ferramenta virtual chamada MyAIESEC.net, com mais de 1.400 comunidades ativas, 250.000 documentos e 10.000 fóruns de discussão por mês. No ambiente da MyAIESEC.net nossos integrantes encontram informações teóricas e práticas sobre temas específicos como Responsabilidade Social Corporativa, Educação, Energia, Finanças, HIV/AIDS, entre outros.

Conferências

Anualmente a AIESEC promove mais de 350 conferências para capacitar e desenvolver os membros e a organização. Nas conferências, conhecem novas ferramentas de gestão, alinham o planejamento estratégico local com o internacional, além de ampliar a rede de contatos pessoais.

Vivências Práticas:

Oportunidades de liderança

Jovens em todo o mundo têm a oportunidade de ocupar um cargo de liderança em diferentes níveis: local, nacional ou internacional. São mais de 5.000 oportunidades de liderança abertas a cada ano.

Intercâmbios profissionais

Uma das fases mais intensas, o intercâmbio promovido pela AIESEC é uma experiência internacional na qual o jovem irá viver e trabalhar em outro país, aprimorando conhecimentos da sua área de atuação profissional, sendo remunerado por isso, além de conhecer uma nova cultura. Anualmente, cerca de 4.500 alunos vivenciam essa experiência.

Rede internacional de contatos

Por meio da MyAIESEC.net, o membro está conectado com mais de 23.000 colegas de 100 países diferentes, com os quais pode trocar experiências e tirar dúvidas.

Para potencializar esse aprendizado, a AIESEC no Brasil possui uma ferramenta que visa auxiliar nas metas de aprendizado, ajudando-os a estar conscientes de onde querem chegar, o que precisam desenvolver para isso e como desenvolver. Tudo isso com o auxílio do coach, recebendo feedback e acompanhamento constante de seu desempenho pessoal e profissional.

Avaliação por competências

Durante o processo seletivo os membros são avaliados de acordo com suas competências. Uma vez na organização, o mapeamento das competências individuais é imprescindível para que o iniciante possa planejar sua estratégia de aprendizado individual, ou seja, verificar quais são seus pontos fortes e fracos e traçar um planejamento preciso com base em seus objetivos pessoais e profissionais.

Líder e coach

O mapeamento das competências individuais é realizado com a ajuda de um facilitador. As competências a serem trabalhadas são aquelas necessárias para o trabalho do membro dentro da organização e que irão impactar positivamente em seus planos futuros. Localizadas as competências a serem desenvolvidas, o facilitador auxiliará na criação de um plano de ação.

Cada líder de time, ou diretor de área, é facilitador de seus membros, possibilitando maior contato e entendimento entre líderes e liderados. Dessa forma, a AIESEC trabalha com o líder-facilitador, ou seja, um líder capaz de desenvolver competências em seus liderados para que eles desempenhem seu trabalho com alta performance.

O acompanhamento do desenvolvimento das competências do liderado pelo líder-facilitador é importante para ambas as partes: o liderado ganha autoconhecimento e recebe acompanhamento para melhorar sua performance e desempenhar seu trabalho com maior qualidade, enquanto o líder-facilitador saberá como aproveitar melhor o potencial de cada membro

Fonte: AIESEC


Voltar

Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.


Notícias de Itajubá e Região