Base governista na Câmara e no Senado descarta qualquer negociação sobre mínimo