Debate no Senado evidencia preocupação com risco de provedor de internet invadir privacidade de usuários