Estudo desenvolvido por itajubense identifica gene responsável por 90% da capacidade de dilatação de artérias e veias do corpo