Fator previdenciário deve voltar à pauta do Congresso