Força Sindical reafirma a Mantega que não aceita mínimo de R$ 545