Inflação segue em declínio e deve ficar em torno de 4,5% este ano