Mais de 40% dos alunos das universidades federais são das classes C, D e E