Mapeamento revela grande circulação da ômicron BQ.1 no estado