Mercado cada vez mais exigente demanda pessoal mais qualificado, avalia professor da FACESM