Na sua última celebração, Bento XVI justifica renúncia e pede orações pelo sucessor