Sucesso das Redes Protegidas pode ajudar no combate à violência contra a mulher