Transição energética é “demasiado lenta”, alerta agência