Varreduras cerebrais e outras provas neurológicas raramente são aceitas em julgamentos atuais