Vice-campeão brasileiro de patentes, CPqD mostra aos 35 anos que inovação é rentável