○ Vice-presidente da LID lembra que até no futebol crianças devem ser tratadas como crianças